Sexta 20 Outubro 2017

Eurípedes Barsanulfo. Educação e Mediunidade

Edegar Tão
Verdade e Luz - Maio/2011

Nascido em 1° de maio de 1880, na cidade de Sacramento-MG; Eurípedes Barsanulfo, embora encontrando inúmeras dificuldades desde a infância, já apresentava o espírito dócil e determinado. Aos seis anos de idade sabia ler e escrever; e aos nove, ingressando no Colégio Miranda em Sacramento, sua cidade natal, já se destacava, posicionando-se como aluno estudioso, exemplo de abnegação e bondade, auxiliando e lecionando a quem precisasse. Aos doze anos fundou um grêmio dramático, promovendo elaboradas apresentações artísticas; realizava encontros literários, filosóficos e culturais em benefício da população, estimulando a participação de todos. Aos vinte e dois, conhecido em toda a região, acumulava os cargos de vereador na Câmara Municipal de Sacramento, jornalista, professor e diretor do Liceu Sacramentano - fundado por ele e um grupo de professores amigos em 1902 - e secretário da Irmandade de São Vicente de Paulo.

De família católica, converteu-se ao Espiritismo entre os anos de 1903 e 1905, após ouvir, na primeira reunião espírita que participava, através da psicofonia de um médium simples e iletrado, a maravilhosa explanação sobre as Bem-Aventuranças, feita por João, o Evangelista.

A partir daí, desenvolveu notáveis faculdades mediúnicas que o fizeram instrumento de feitos impressionantes, permitindo socorrer infindáveis corações.

Suas ações na educação foram extraordinárias. Fundou o Colégio Allan Kardec em 31 de janeiro de 1907, revolucionando a educação da época, criando um ensino participativo e solidário, adotando métodos que promoviam trocas de experiências em realizações práticas e livres.

Através do seu amor pela educação, buscava formar o ser integral, respeitando seus alunos em todos os seus aspectos, especialmente o espiritual. A criança era vista como um ser potencialmente livre, criativo, único e detentor de uma bagagem peculiar que devia ser respeitada. Inspirava virtudes por onde andava, exemplificando suas palavras através da coerência de suas atitudes.

Dentre as suas extraordinárias faculdades mediúnicas, destacam-se a de cura e a bicorporiedade.

A facilidade em desdobrar-se era impressionante, como na ocasião em que entrou em transe e chegou a descrever detalhadamente, para seus alunos, o local, o horário e os participantes de uma reunião que havia acabado de assistir na cidade de Versalhes, na França, local em que foi assinado um histórico tratado.

Dentre os espíritos que se manifestavam por Eurípedes Barsanulfo destacamos:

Sócrates, Platão, Pitágoras, Maria - Mãe de Jesus, Maria Madalena, João Batista, João, o Evangelista, Pedro, Tiago, Mateus, Lucas, Paulo de Tarso, Victor Hugo, Tiradentes, José do Patrocínio entre tantos outros iluminados.

Eurípedes Barsanulfo, desencarnou em 1918, no primeiro dia de novembro; deixando inesquecíveis lembranças através das suas profundas realizações, não somente na cidade de Sacramento ou no colégio, mas sobretudo nos corações de todos aqueles que viveram ao seu lado.

Deixa-nos seu legado de amor e caridade, apontando-nos os caminhos para a realização do Bem, em nome de Jesus.